Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Tradição de cantar os reis mantém-se viva na comunidade escolar de Revelhe

À semelhança do que vem acontecendo ao longo dos últimos tempos, a comunidade escolar de Revelhe, este ano através dos alunos do pré-escolar, cumpriu a tradição de cantar os reis no Centro Educativo na noite de 13 de Janeiro.

Reviver, preservar e valorizar esta antiga tradição, marcante na cultura portuguesa e no concelho de Fafe, foi o principal objectivo deste Convívio de Reis que mobilizou a comunidade escolar. Em particular os alunos do pré-escolar de Revelhe, as respectivas educadoras de infância e auxiliares de acção educativa, assim como os encarregados de educação e vários familiares dos petizes que marcaram presença nesta actividade abrilhantada ainda pela presença de grupos seniores de “reiseiros” de Estorãos, Marinhão e Ribeiros.



Pequenos e graúdos foram ao longo da noite contagiados pela alegria e amizade que marcaram esta actividade, que contou com a presença da prof.ª Maria José Pereira Gonçalves Marques, Directora do Agrupamento de Escolas Padre Joaquim Flores, e do historiador Daniel Bastos, em representação do Vereador da Educação do Município de Fafe.
   

Sem comentários: