Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Rotary Club de Fafe homenageou melhores alunos do concelho


O Rotary Club de Fafe, cumprindo uma tradição habitual desde há alguns anos, homenageou na terça-feira à noite, 25 de Setembro, cinco alunos das escolas do concelho que se distinguiram pelo seu percurso escolar no ano letivo de 2012/2013.

O evento, em que foram distinguidos os melhores alunos do 9.º e 12.º ano das escolas do concelho de Fafe, decorreu na reunião semanal deste Club Rotário, no auditório do Edifício das Associações, teve como principal objetivo assinalar o mérito e premiar o esforço individual na busca do conhecimento dos estudantes.

Para além dos alunos distinguidos, designadamente Ana Ferreira (9.º Ano - Agrupamento de Escolas Montelongo), Diogo Costa (9.º Ano – Agrupamento de Escolas Prof. Carlos Teixeira), Filipe Costa (9.º Ano – Colégio da Associações Cultural e Recreativa de Fornelos), Francisco Almeida (12.º Ano – Agrupamento de Escolas de Fafe) e Joana Pinto (9.º Ano – Agrupamento de Escolas de Fafe), marcaram presença no evento companheiros rotários, encarregados de educação, familiares e o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Fafe, Pompeu Martins.

Depois da abertura cerimónia e dos momentos habituais da saudação às bandeiras, protocolo, secretaria, apresentação rotária, momentos sempre explicados aos convidados, o presidente do Rotary Club de Fafe, Orlando Leite, que encorajou os jovens premiados a manterem espirito de solidariedade, parabenizou os alunos distinguidos e o esforço das suas famílias na promoção do seu percurso escolar e cívico.

Após a entrega solene dos galardões, que constou ainda da oferta de certificados e de livros de autores locais, nomeadamente, dos escritores Alberto Alves, Artur Coimbra, Daniel Bastos, José Peixoto Lopes, Manuel Barros, e de uma coletânea de poesia da Editora Labirinto, seguiram-se intervenções de representantes dos estudantes e encarregadas de educação premiados, assim como dos convidados de honra, que confluíram no justo reconhecimento do esforço, trabalho e mérito na obtenção dos resultados escolares de excelência dos alunos homenageados.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Formação Bíblica aberta à comunidade de Fafe



A partir do mês de Outubro a comunidade católica de Fafe vai ser convidada a fortalecer a sua formação cristã e a dinamizar o estudo da Bíblia.
No início de Outubro até Junho, na 1ª e 3ª quinta-feira de cada mês, realizar-se-ão às 21h00, no Salão Paroquial de Fornelos, encontros quinzenais de formação Bíblica, aberta a todos os paroquianos do Arciprestado de Fafe.
Esta atividade, que representa uma nova oportunidade de formação, para catequistas, leitores e acólitos, assume-se também como um meio de formação para a comunidade paroquial em geral.
A iniciativa procura assim ir ao encontro do Plano Pastoral da Diocese de Braga, alicerçado no tema (re)descobrir a fé professada, celebrada, vivi­da, anunciada e contemplada, tendo como primeiro objetivo no campo da fé professada uma adesão mais pessoal e consciente ao Evangelho.

Entre outros, serão abordadas as temáticas da preparação da liturgia sacramental, os ministérios, a valorização do domingo como dia central da comunidade cristã, a oração comunitária e a religiosidade popular.
Neste sentido, no dia 3 de Outubro será apresentada às 21h00, no Salão Paroquial de Fornelos, uma Escola de Formação Bíblica para Leigos, que procura assim ir ao encontro das palavras do Arcebispo Primaz de Braga D. Jorge Ortiga, que sobre a formação permanente de sacerdotes e leigos sugere como elemento fundamental para a formação permanente dos cristãos, a criação, a nível de cada paróquia ou grupo de paróquias, de uma ‘Escola da Palavra’, cuja função é ajudar os fiéis no aprofundamento da Sagrada Escritura e da espiritualidade cristã que dela brota”.

 

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Padre José Marques Domingues assume paróquia de Golães


O padre José Marques Domingues assumiu a paroquialidade de São Lourenço de Golães, arciprestado de Fafe, em acumulação com São Mamede de Cepães e Santa Cristina de Arões, do mesmo arciprestado, contando com a colaboração do diácono permanente Artur Ribeiro.

A cerimónia solene realizou-se na tarde de domingo, dia 15 de Setembro, na Igreja Matriz de Golães, que foi pequena para acolher os inúmeros paroquianos e amigos que não quiseram faltar à entrada solene do pároco José Marques Domingues em Golães.

Na celebração de início de ministério, que contou com a presença de vários membros do clero do concelho de Fafe e do cónego Valdemar Gonçalves, Vigário-Geral da Diocese de Braga, foi patente a alegria pelo novo pároco, e por outro a gratidão ao antigo sacerdote João Baptista Alves da Mota, que durante mais de uma década serviu as gentes de Golães.

Durante a cerimónia solene, que constou da leitura do decreto da nomeação e da entrega dos vários lugares simbólicos não só da Igreja, como da paróquia de São Lourenço de Golães, o padre José Marques Domingues reiterou a sua vocação e atividade sacerdotal ao serviço da comunidade na esteira do modelo consagrado da Virgem Maria.
 

Cepães foi palco de 5.º Encontro Nacional de Folclore

No passado sábado à noite, 14 de Setembro, a freguesia de Cepães, uma freguesia do concelho de Fafe com intensa atividade industrial e aptidão agrícola, foi palco do 5.º Encontro Nacional de Folclore.
 

A iniciativa etnográfica, que decorreu nas imediações da Igreja Paroquial de Cepães, foi uma vez mais promovida pelo Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães, que com o apoio da Junta de Freguesia de Cepães e o Município de Fafe, trouxe este ano à freguesia o Rancho Folclórico de Santa Maria de Adaúfe (Braga), o Rancho Folclórico de São Salvador de Briteiros (Guimarães), o Rancho Regional de Paredes (Paredes), e o Rancho Danças e Cantares do Neiva (Ponte de Lima).

Foram muitos os que compareceram ao festival, que contou ainda com a atuação do grupo organizador, e a presença do vereador da Cultura da Câmara Municipal de Fafe, Pompeu Martins, o presidente da Junta de Freguesia de Cepães, Manuel Silva, e o historiador natural de Cepães, Daniel Bastos.

Durante o encontro, que primou pela boa música, convívio e promoção da cultura e do folclore nacional, os representantes da freguesia e do concelho foram unânimes quanto à mais-valia que a iniciativa representa para Cepães e para Fafe.

  
Segundo Francisco Alves, presidente da Direção do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães, que agradeceu em particular a presença dos representantes da freguesia e do concelho, e em geral dos grupos convidados e dos participantes que abrilhantaram o festival, assegurou aos presentes a realização do Encontro Nacional de Folclore em Cepães dignifica as tradições legadas pelos nossos antepassados. 

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

5.º Encontro Nacional de Folclore em Cepães


O Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães organiza este sábado, dia 14 de Setembro, a partir das 20:30, o 5.º Encontro Nacional de Folclore que decorrerá na sede da Casa do Povo de Cepães.




Com o apoio da Junta de Freguesia de Cepães, e o Município de Fafe, deslocam-se este ano a Cepães, o Rancho Folclórico de Santa Maria de Adaúfe (Braga), Rancho Folclórico de São Salvador de Briteiros (Guimarães), Rancho Regional de Paredes (Paredes), Rancho Danças e Cantares do Neiva (Ponte de Lima), e o grupo anfitrião, o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães (Fafe).


A promoção do 5.º Encontro Nacional de Folclore na freguesia de Cepães tem novamente como principal objectivo, segundo Francisco Alves, Presidente da Direcção do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães “valorizar a etnografia e as tradições populares dando assim a conhecer a freguesia de Cepães”.