Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Junta de Freguesia de Cepães promoveu tradicional passeio-convívio


A Junta de Freguesia de Cepães promoveu no passado domingo, (23 de Junho), um tradicional passeio – convívio, que levou mais de 300 cepanenses ao concelho de Arouca, distrito de Aveiro.

O passeio – convívio iniciou-se de manhã cedo com a concentração das pessoas junto à Igreja Paroquial de Cepães, onde se encontravam seis autocarros que transportaram os convivas em direção ao Santuário de Balasar, no concelho de Póvoa de Varzim e Arquidiocese de Braga, onde nasceu, viveu e morreu a beata Alexandrina. Neste simbólico centro de peregrinação cristã, dedicado à Santíssima Eucaristia, os convivas foram presentados pela Junta de Freguesia com um porto de honra e doces tradicionais que retemperaram forças e energias para a deslocação ao Santuário da Senhora da Mó em Arouca.
 
 
Neste santuário de contornos característicos e de pequenas dimensões que se situa num pequeno monte, com 711 metros de altitude, que é conhecido pelo mesmo nome, foi celebrada pelo pároco de Cepães, Pe. José Marques, ao início da tarde uma eucaristia que congregou todos os participantes e que foi abrilhantada pelo Grupo Coral da Paróquia de Cepães.

No findar dos atos litúrgicos, coadjuvados pelo diácono Artur Ribeiro, o padre José Marques, salientou a importância da dinamização desta iniciativa para os paroquianos de Cepães recordando com especial emoção todos os cepanenses que pelas vicissitudes da vida já não se encontram no seio da comunidade.

 
Durante a tarde, reinou a boa disposição tendo os convivas que se distribuíram pela deslumbrante paisagem natural que rodeia o santuário, de onde se obtém uma excelente vista para o vale de Arouca, dado largas à partilha e convívio, recordando-se peripécias e memórias de outros tempos.

A tranquilidade do Santuário de Nossa Senhora da Mó, considerada advogada dos campos, das colheitas e dos animais e protetora contra as secas e as trovoadas, seria durante a tarde irrompida pelos sons genuínos do Grupo de Bombos e Concertinas de S. Mamede de Cepães, e pelas danças e cantares ao desafio interpretadas por elementos do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães.

O regresso à freguesia, que na semana passada foi palco de uma reportagem do programa “Portugal em Direto” da televisão pública, alusiva ao  Museu de Nossa Senhora de Guadalupe – Espaço de Memórias de S. Mamede de Cepães, aconteceu ao final do dia, tendo o alegre convívio decorrido sem incidentes e fortalecido o espírito de amizade e solidariedade dos cepanense. Como salientou nos términos da jornada o presidente da Junta de Freguesia de Cepães, Manuel Silva, que assegurou que “a Junta de Freguesia continuará a promover este e outro tipo de iniciativas com o principal objectivo de proporcionar aos cepanenses momentos de bem-estar, cultura e confraternização”.
 
 
 

   

sábado, 22 de junho de 2013

Jovens artistas de Fafe inauguraram exposição / instalação na Galeria Municipal


Na passada sexta-feira à noite (21 de Junho), as jovens artistas fafenses, Ana Lobo, Isabel Brites e Sandra Novais, inauguraram na Galeria da Casa Municipal de Cultura de Fafe a exposição / instalação coletiva Minds of Nowhere.

A inauguração antecedia de um momento musical executado pela Banda Quarto C, contou com a presença de Pompeu Martins, vereador da Cultura do Município de Fafe e encheu-se de amigos, colegas e familiares das jovens artistas que sendo das áreas profissionais da contabilidade, direito e educação, nutrem um grande apreço pela criação artística.

 
Pretendendo “partilhar a ambição de transmitir ao “outro” sentimentos e emoções como o sonho, a liberdade, o silêncio, o vazio e a saudade, através das interligação de objetos comuns do dia-a-dia”, as criadoras artísticas dispuseram na Galeria da Casa Municipal de Cultura de Fafe um conjunto coletivo de estruturas alusivas aos desafios atuais e futuros dos jovens que interagem com o espaço, o corpo e o ponto de vista do observador.

 
 
Segundo as jovens artistas, que já em 2012 participaram no evento cultural Guimarães noc noc no âmbito da Capital Europeia da Cultura, “é na passagem das horas dos labirínticos trilhos que percorremos que nos reinventemos”, pelo que esta exposição / instalação artística é essencialmente um desafio para que cada jovem “vá e siga o seu caminho, ele que te encontre, e te traga de volta”.

 
Refira-se que a exposição / instalação Minds of Nowhere, aberta a toda a comunidade, vai manter-se patente até 28 de junho (sexta-feira) no horário habitual de funcionamento Casa Municipal de Cultura de Fafe

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Encerramento do ano letivo da Universidade Sénior do Rotary Club de Fafe


A Universidade Sénior do Rotary Club de Fafe assinalou esta sexta-feira (21 de Junho) o encerramento do presente ano letivo, com um almoço-convívio que contou com a presença de meia centena de alunos, professores e responsáveis desta instituição, vocacionada para a ocupação de tempos livres e aprendizagem constante.


O almoço-convívio, que se pautou pela alegria e convivência, decorreu no espaço do Restaurante do Grupo Cultural e Recreativo Nun'Álvares, e foi confecionado por vários elementos masculinos da Universidade Sénior do Rotary Club de Fafe.

 

 Refira-se que a Universidade Sénior do Rotary Club de Fafe, que tem como principal objetivo proporcionar aos seniores da comunidade local uma oportunidade de manterem uma atividade física, intelectual e lúdica que promova o envelhecimento ativo, dinamizou durante o ano letivo de 2012/2013 aulas de Artes Decorativas, Inglês, Música. História Local, Novas Tecnologias, Saúde e Expressão Corporal.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Rotary Clube de Fafe refletiu sobre a Cultura e a Paz

Na noite de 4 de Junho (terça-feira), no decurso da reunião semanal do Rotary Clube de Fafe, no Edifício das Associações, os membros deste movimento de estímulo a uma ação profissional e comunitária ética e responsável, presente no concelho de Fafe há mais de três décadas, refletiram sobre a temática da Cultura e a Paz.

 
A convite do presidente do Rotary Clube de Fafe, padre José Peixoto Lopes, o vereador da Cultura do Município de Fafe, Pompeu Martins, proferiu uma palestra onde ressaltou que a Cultura de Paz não significa a ausência de conflitos, mas sim a busca por solucioná-los através do diálogo, do entendimento e do respeito à diferença.



A sessão ficou ainda marcara pelo regresso simólico ao seio rotário do companheiro Paulo Moreira, antigo presidente do Rotary Clube de Fafe, que por motivos profissionais esteve ausente do concelho durante vários anos.
Refira-se que ao longo da história centenária do Rotary Club, um clube de serviço presente em todo o mundo, a organização tem cultivado a paz e o respeito pelos direitos humanos como elementos indivisíveis e pertencentes a todos.