Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Associação SENTIR apresentou resultados


Na passada sexta-feira à noite, a SENTIR – Associação para a Integração e Reabilitação Social, uma instituição particular de solidariedade social, com objetivos estatutariamente definidos para o desenvolvimento de atividades solidárias, culturais e promotoras da inclusão social com sede no concelho de Fafe e centrada na população local, realizou no Salão Nobre do Club Fafense uma sessão pública de apresentação de resultados.

A sessão, aberta à comunidade, contou com a presença dos responsáveis da SENTIR, assim como de voluntários, estagiários e amigos da associação que tem por objetivos principais o apoio à integração social e comunitária, proteção da população na velhice, invalidez, e em situações de falta/diminuição de meios de subsistência ou de capacidade para o trabalho, bem como o apoio à família.

Durante a sessão, a presidente da Associação SENTIR, a docente Sónia Fernandes, evidenciou o conjunto de atividades lúdicas, inclusivas e mobilizadoras do voluntariado jovem, que a instituição promoveu ao longo do ano de 2012, entre outras, seminários, jardins sensoriais gerontológicos, recolha de contos, convívios de jovens, ateliês de artes, oficinas de informática e teatro.  

As diversas atividades, potenciadas pela iniciativa “Ínclita Geração: passado, presente e futuro”, um projeto delineado pela associação e financiado pelo Programa Juventude em Ação, que visou promover a participação ativa dos jovens para o combate das problemáticas sociais emergentes na sociedade através de uma aproximação entre o meio rural e urbano, foram apresentadas num vídeo que contem testemunhos de pessoas apoiadas pela associação, voluntários e instituições locais com quem a SENTIR trabalhou em rede.

No final da sessão, o presidente da Assembleia Geral da SENTIR, o historiador Daniel Bastos, elogiou o trabalho em rede da jovem instituição social, afirmando que a riqueza de uma terra está nas pessoas e na solidariedade efetiva.

Refira-se ainda que durante a sessão pública, a Associação SENTIR apresentou a primeira edição da revista da instituição, cujo número inicial é dedicado ao projeto “Ínclita Geração: passado, presente e futuro”. De distribuição gratuita, a publicação revisita as várias atividades desenvolvidas pela SENTIR, procurando assim reforçar a divulgação e o envolvimento da comunidade local no trabalho social desenvolvido pela associação.

 

 

Sem comentários: