Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Debate religioso envolveu alunos da Escola Básica de Silvares


No âmbito da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, cerca de uma centena de alunos do 9.º ano da Escola Básica de Silvares, inscritos nesta área curricular de carácter facultativo que tem como intuito essencial a educação para os valores humanos e cristãos, participaram nos dias 25 e 28 de Janeiro num conjunto de palestras que abordaram o conteúdo programático “Deus, o Grande Mistério”.

Organizada pelo padre professor António Cunha, com a colaboração dos docentes Joaquim Lemos e Paulete Barbosa, a iniciativa, que teve como principais objetivos questionar sobre a existência de Deus, interpretar produções culturais sobre a problematização da existência de Deus, debater sobre o sentido da realidade e promover a reflexão e o sentido crítico dos alunos de Educação Moral e Religiosa Católica, contou com a presença de palestrantes convidados da comunidade local, nomeadamente, o historiador Daniel Bastos, os párocos de Fafe e Serafão, respetivamente, os sacerdotes Pedro Daniel e Eugénio Carlos, e a psicóloga Isabel Monteiro.
 
 
 
 
 
 

 Numa visão integrada do ser humano e através de uma abordagem multidisciplinar, os diversos palestrantes convidados encetaram com os alunos um diálogo de proximidade e esclarecedor, na esteira do contributo da Educação Moral e Religiosa Católica para o desenvolvimento e reconhecimento da componente religiosa como elemento relevante no crescimento em humanidade e liberdade.

Perante a adesão e interesse suscitado pela iniciativa na comunidade escolar da Escola Básica de Silvares, perspetiva-se a realização de novas atividades que auxiliem os alunos, matriculados na disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, a apreender a dimensão cultural do fenómeno religioso e do cristianismo, em particular, estabelecendo assim um diálogo profícuo entre a cultura e a fé.

Diário do Minho (2013-01-30)
 

Sem comentários: