Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

CASA DO BENFICA EM FAFE HOMENAGEOU MEMÓRIA DE EUSÉBIO



A Casa do Benfica em Fafe prestou homenagem no passado domingo (26 de Janeiro) a Eusébio da Silva Ferreira, que foi eleito o melhor jogador do Mundo em 1965 e conquistou duas Botas de Ouro (1967/68 e 1972/73).

A iniciativa de carinho e reconhecimento à figura incontornável do “Pantera Negra” constou da celebração de uma missa em memória de Eusébio e de todos os sócios falecidos da Casa do Benfica em Fafe.


A missa em homenagem ao antigo jogador nascido em Lourenço Marques (atual Maputo) realizou-se pelas 17h00 na Igreja Matriz de Fafe. Concelebrada pelos padres José Marques Domingues, Albano Nogueira e o diácono Artur Ribeiro, e abrilhantada pelo Grupo Amiguinhos de Jesus de Arões Santa Cristina, a eucaristia foi bastante participada pela comunidade local.

Durante a homilia o padre José Marques Domingues realçou que “Eusébio ao longo dos anos uniu gerações de portugueses. Num período em que faltam referências Eusébio é um dos símbolos maiores de Portugal”. No término da cerimónia religiosa o dirigente benfiquista local, António Manuel, que robusteceu as virtudes de humildade do “Pantera Negra”, evocou a memória de todos os sócios e dirigentes da Casa do Benfica perecidos.


Refira-se que no sábado passado à noite (25 de Janeiro), foram eleitos os novos órgãos sociais da Casa do Benfica em Fafe, cuja coletividade é agora presidida pelo advogado Francisco Costa Leite, que assumiu como ideias base do seu mandato tornar a Casa do Benfica em Fafe um espaço atrativo, revitalizado, rejuvenescido e aberto à sociedade local, aos sócios e simpatizantes.

Sem comentários: