Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

sábado, 10 de outubro de 2015

Memórias da Chuva

Dentro das paredes do saber,
templo de culto da solidão,
perscruto o fragor da chuva
arauto dos mistérios da criação.
Descerro a janela da memória
embaciada de recordações,
e parto enlevado em velhas canções
para junto da criança que fui outrora.


Daniel Bastos, “Memórias da Chuva” in Terra, Editora Converso, 2014.

Sem comentários: