Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Historiador português Daniel Bastos participou no Festival das Migrações, das Culturas e da Cidadania no Luxemburgo




O historiador português Daniel Bastos, a convite da Associação “Amigos do 25 de Abril”, participou no 33.º Festival das Migrações, das Culturas e da Cidadania, que decorreu no passado fim-de-semana de 11 a 13 de Março no Luxemburgo. 

O Festival das Migrações, das Culturas e da Cidadania, assume-se como um encontro anual dos estrangeiros no Luxemburgo, que representam cerca de metade da população do país. Esta manifestação intercultural, que incluiu exposições, concertos, encontros literários, projeções de filmes e gastronomia dos quatro cantos do mundo, tem como principal missão a valorização das culturas e a construção de uma cidadania europeia ativa.





Além de encontros com o movimento associativo português no Grão-ducado, e contactos com instituições dedicadas à área das migrações, o escritor e historiador, cujo percurso literário tem alcançado projeção junto das comunidades lusófonas, marcou também presença na 16.º edição do Salão do Livro, integrada no Festival das Migrações, que contou com um stand de divulgação e venda de livros portugueses promovida pela Editora e Livraria Orfeu. 








Ao longo da sua participação nestes eventos culturais e literários de referência no panorama europeu, que atrai todos os anos milhares de pessoas, o historiador português apresentou na companhia de Joaquim Pinto da Silva, diretor da Editora e Livraria Orfeu, na LuxExpo em Kirchberg, vários livros de sua autoria no campo da história e da emigração. Com especial destaque para o livro Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”, uma obra concebida e realizada a partir do espólio do conhecido fotógrafo que imortalizou a história da emigração portuguesa para França nos anos 60, e que conta com prefácio do consagrado ensaísta e pensador Eduardo Lourenço.








Sem comentários: