Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

domingo, 21 de agosto de 2016

Gérald Bloncourt apresentou livro sobre a emigração portuguesa no Porto



No passado sábado (20 de agosto), foi apresentado na cidade do Porto o livro Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”.

A obra, concebida e realizada pelo historiador Daniel Bastos a partir do espólio fotográfico de Gérald Bloncourt, e prefaciada pelo pensador Eduardo Lourenço, foi apresentada no Fórum da Fnac Santa Catarina, numa sessão muito concorrida que contou com a presença do conhecido fotógrafo que imortalizou a história da emigração portuguesa para França.


A sessão de apresentação esteve a cargo da socióloga das migrações Maria Beatriz Rocha – Trindade, do deputado eleito pelo círculo da Europa, Paulo Pisco, e da presidente do Observatório dos Luso-Descendentes, Emmanuelle Afonso, que asseguraram que as memórias, testemunhos e mais de centena e meia de fotografias originais que compõem o livro constituem um valioso contributo para a história portuguesa do último meio século. 






No decurso da iniciativa, o nonagenário fotógrafo que nas comemorações oficiais do 10 de junho em Paris recebeu a ordem de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, recordou os laços que estabeleceu com os portugueses nos anos 60 e 70, e a viagem que realizou a Portugal durante a ditadura de Salazar, agradeceu emocionado a todos que apoiaram este livro que convida à memória da epopeia da emigração.

A sessão de apresentação na cidade Invicta incluiu a inauguração de uma exposição fotográfica evocativa da ligação de Gérald Bloncourt a Portugal, que estará durante os próximos três meses patente ao público no Fórum da Fnac Santa Catarina.








Refira-se que durante a sua estadia no Norte de Portugal, o fotógrafo que seguiu durante trinta anos a vida dos portugueses em França, marcou igualmente presença em sessões de lançamento deste livro bilingue traduzido para português e francês pelo docente Paulo Teixeira, que decorreram na Biblioteca Municipal Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa em Celorico de Basto (12 de agosto), e no Auditório do Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso em Chaves (14 de agosto).

Sem comentários: