Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

domingo, 7 de novembro de 2010

Justiça e Educação

É inadiável a assunção de uma política de esperança, de acção responsável e solidária que encare definitivamente a necessidade essencial de reestruturação do sistema de Justiça e Educação em Portugal. É impensável a construção de uma sociedade democrática com a permanência constante de um sentimento generalizado de impunidade, e da ideia comum de que o sistema protege os prevaricadores.
 A classe política portuguesa tem que dar sinais claros de prossecução de um sistema de justiça eficaz e isento para não ser associada ao receio de ser apanhada na teia da Justiça.

Justiça 
Rafael Sanzio (1483-1520)

            A escola tem também que se assumir definitivamente como espaço de um ensino de excelência. O futuro só pode ser assegurado com uma formação de qualidade e de exigência dos jovens, cujo percurso escolar influi irremediavelmente nas suas vidas e no rumo do país. 

Escola de Atenas
Rafael Sanzio (1483-1520)

O ensino tem essencialmente que se basear na responsabilidade conjunta dos alunos, das famílias e dos docentes, pilares fulcrais na construção da sociedade e do desenvolvimento sustentado do país. O ensino, adequado às reais necessidades do país, tem que se estabelecer em alicerces de responsabilidade, numa cultura de empreendedorismo, numa cultura de disciplina e rigor que permita enfrentar os desafios constantes que enfrentamos ao longo da nossa existência.

Sem comentários: