Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

domingo, 1 de junho de 2014

Festa de Nossa Senhora de Guadalupe juntou centenas de fiéis em Cepães



Realizaram-se este fim-de-semana (31 de Maio a 1 de Junho), as Festas em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe, a principal festividade religiosa da freguesia de Cepães no concelho de Fafe.


 O programa festivo alusivo à padroeira da agricultura iniciou-se no sábado à noite (31 de Maio), com o tradicional sermão e procissão de velas de São Tiago para a Igreja Paroquial, em que centenas de pessoas incorporaram o cortejo que foi abrilhantado com a presença dos Escuteiros de S. Gens.

Ainda na noite de sábado, no final da procissão, o programa festivo, como é tradição, contemplou uma vertente profana, com a atuação do Grupo Fama Show, e uma monumental sessão de fogo-de-artifício, que irradiou o céu da freguesia e cativou a população local.

O programa, que contou com o apoio incansável da Comissão de Festas, liderada por Francisco Castro, a Junta de Freguesia, presidida por Manuel Silva, e a Igreja Paroquial, pastoreada pelo Pe. José Marques, desenrolou-se na manhã de domingo (1 de Junho), com a celebração de missa solene cantada pelo Grupo Coral da Paróquia de São Mamede de Cepães, sendo que ao início da tarde, deram entrada na freguesia a Banda de Música Carrazedo de Montenegro e a Fanfarra Família Peixoto de Vizela.

O momento alto da festividade ocorreu após a oração do Santo Rosário na Igreja Paroquial de São Mamede de Cepães, com a saída da grandiosa procissão de Nossa Senhora de Guadalupe, que foi novamente uma impressionante manifestação religiosa de grande devoção popular que congregou centenas de fiéis de vários pontos do concelho de Fafe e da região minhota.






A procissão em oração foi conduzida pelo pároco de Cepães, Pe. José Marques, e o diácono Artur Ribeiro, tendo sido seguida por vários andores adornados, figurantes e representações da freguesia.

As cerimónias festivas prolongaram-se ainda pela noite dentro de domingo, com a atuação do Grupo Amigos de Pombeiro, e computaram também uma nova sessão noturna de fogo-de-artifício.

Saliente-se que no seguimento da instalação do Museu de Nossa Senhora de Guadalupe – Espaço de Memórias de S. Mamede de Cepães, o núcleo museológico, que se encontra instalado num edifício contíguo à Igreja Paroquial, e reúne um relevante acervo etnográfico em parte ligado à atividade agrícola e aos ofícios tradicionais, contou durante o fim-de-semana, com vários grupos de visita que não quiseram deixar de conhecer este espaço cultural de enorme relevância na freguesia de Cepães.


Sem comentários: