Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

sábado, 4 de outubro de 2014

Artistas de Fafe marcaram presença na 4ª edição do Guimarães noc noc



A 4.ª edição do Guimarães noc noc, um evento que visa a promoção e divulgação de arte, produzido e realizado pela Ó da Casa! Associação Cultural, tornaram a transformar no fim-de-semana passado(4 e 5 de Outubro), o berço de Portugal numa enorme galeria de arte.
Como nas edições anteriores o Guimarães noc noc criou uma mostra alternativa onde o público pode ver arte em espaços não institucionais. A arte foi exposta nas casas, ateliers, ruas e espaços comerciais e associativos, dando ao público a possibilidade de um contato direto com a arte e o artista.

A participação este ano de artistas naturais do concelho de Fafe neste evento cultural que se assume cada vez mais no país, e que implica um envolvimento e partilha de responsabilidade por parte dos artistas e do público, foi seguramente das maiores. Destacando-se a participação das artistas locais Isabel Brites, Ana Lobo e Sandra Novais (Projeto Minds of Nowhere) com uma instalação na Rua Gravador Molarinho; a pintora Sandra Novais com uma exposição de pintura no Circulo de Arte e Recreio; a artista Telma Mota com joalharia contemporânea de autor no Tribunal da Relação; o artista Renato Marinho com um conjunto de desenhos em t-shirts no Tribunal da Relação; o pintor Tiago Castro com uma exposição na Casa Divina Gula; a artista Isabel Alves com uma instalação no Tribunal da Relação; e a pintora Délia de Carvalho com uma exposição/instalação sonora no Cineclube de Guimarães.


Isabel Brites, Sandra Novais e Ana Lobo

Tiago Castro
Telma Mota

Délia de Carvalho

Isabel Alves
Sandra Novais

 Renato Marinho

Refira-se que as artistas locais Isabel Alves e Délia de Carvalho, fazem parte inclusivamente do coletivo da Associação cultural Ó da casa, uma associação que surgiu com a criação do “Guimarães noc noc”,e que o seu coletivo dedica-se à promoção das artes e artistas desenvolvendo projetos de âmbito cultural.

1 comentário:

Anónimo disse...

verificar por favor estes links

http://ines-sobreira.blogspot.pt/
https://www.etsy.com/shop/Yoola