Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

domingo, 26 de julho de 2015

Capela de Santiago e S. Bento foi solenemente inaugurada em Cepães



No passado domingo (26 de julho), foi solenemente inaugurada a Capela de Santiago e S. Bento, localizada no cemitério da freguesia de Cepães no concelho de Fafe.


O projeto de recuperação da Capela de Santiago e S. Bento, que constitui um espaço simbólico e religioso de memória dos entes queridos da comunidade cepanense, resultou do empenho da Junta de Freguesia de Cepães, que procurou assim dignificar o cemitério paroquial que em tempos antigos albergou uma primitiva capela dedicada ao culto de Santiago e S. Bento, e que na atualidade disponha de um templo religioso que já não oferecia as melhores condições aos paroquianos.

Segundo Manuel Silva, presidente da Junta de Freguesia de Cepães, que agradeceu o apoio do anterior e atual executivo do Município de Fafe, representado na sessão pelo vice-presidente Pompeu Martins, a capela inaugurada “não foi uma obra fácil, uma vez que procuramos aproveitar algumas estruturas da anterior, com o objetivo de reduzir os custos da empreitada”.




O templo religioso foi solenemente inaugurado e benzido pelo padre José Marques, pároco de S. Mamede de Cepães, de Santa Cristina de Arões e de S. Lourenço de Golães, que enalteceu o empenho de toda a comunidade nas obras da capela, e salientou que o maior momento “das nossas vidas e mais sublime é quando dentro de nós deixamos que desperte um anseio de eternidade”.

Sem comentários: