Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Historiador Daniel Bastos apresenta conferência e livro sobre a emigração portuguesa em Toronto




No âmbito das comemorações do Dia de Portugal no Canadá, o historiador Daniel Bastos apresenta no dia 12 de junho (domingo), às 18h00, na Galeria dos Pioneiros Portugueses em Toronto, uma conferência sobre a história da emigração portuguesa.  

A iniciativa, aberta à comunidade portuguesa de Toronto, estimada em cerca de 300 mil portugueses e luso-descendentes, é promovida pela Galeria dos Pioneiros Portugueses, um Museu criado em 2003 que se dedica à perpetuação da memória e das histórias dos pioneiros da emigração portuguesa para o Canadá.

Daniel Bastos

A convite da instituição, que pretende dar-se a conhecer à comunidade canadiana em geral e a outras culturas, e numa altura em que a emigração portuguesa atinge níveis históricos, Daniel Bastos vai revisitar o fenómeno migratório como um dos traços estruturais da história de Portugal, e o seu impacto nas comunidades de origem e de destino.

Durante o evento, o investigador da nova geração de historiadores portugueses, que tem agendado durante a sua estadia na maior cidade do Canadá diversos encontros com as comunidades lusófonas, apresentará o seu mais recente livro Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”. 

Convite

A obra, uma edição bilingue, que conta com prefácio do multipremiado pensador Eduardo Lourenço, foi concebida a partir do espólio do conhecido fotógrafo franco-haitiano Gérald Bloncourt, e reúne mais de centena e meia de fotografias originais da maior importância para a história portuguesa do último meio século. Como as que o fotógrafo realizou sobre a viagem a “salto” que fez com emigrantes portugueses além Pirenéus, as da sua primeira viagem a Portugal na década de 1960, onde retratou o quotidiano das cidades de Lisboa, Porto e Chaves, ou as das comemorações do 1.º de Maio de 1974 na capital portuguesa, que permanecem como a maior manifestação popular da história portuguesa.

Capa do livro

Refira-se, que ainda no dia 10 de junho (sexta-feira), o escritor e historiador vai ser recebido na companhia do cofundador da Galeria dos Pioneiros Portugueses, comendador Manuel da Costa, no Consulado Geral de Portugal em Toronto. E que no dia 11 de junho (sábado), participará na quarta edição do Dundas West Fest, um evento cultural de referência da comunidade portuguesa em Toronto.

Galeria dos Pioneiros Portugueses

Com diversas participações em conferências nacionais e internacionais, assim como artigos e livros publicados no domínio da História Portuguesa, Daniel Bastos é licenciado em História e Pós-Graduado em Ética e Filosofia Política. Docente, historiador e escritor, tem ao longo do seu percurso literário alicerçado junto das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, recebido várias distinções e prémios.

Sem comentários: