Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma atitude proativa perante o mundo. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente. Nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor, historiador, professor e político minhoto, natural de Fafe, Daniel Bastos.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Este Verão ofereça o livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”


Este Verão, sinónimo de regresso a Portugal para muitos emigrantes
espalhados pelo mundo, ofereça livros aos outros e a si também!

Adquira o livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos
dos Grandes Descobridores”, uma obra bilingue (português e francês),
concebida e realizada pelo historiador Daniel Bastos e traduzida pelo
docente Paulo Teixeira, a partir do espólio do conhecido fotógrafo que
imortalizou a história da emigração portuguesa para França nos anos de
1960, nas livrarias de referência ou receba comodamente por via postal o
seu livro em casa, bastando que nos forneça por correio eletrónico o nome
da pessoa a quem se destina o livro e a forma de pagamento (cobrança /
transferência).



Depois é só esperar que o correio bata à porta, e receber esta obra, que
conta com prefácio do consagrado pensador Eduardo Lourenço,
posfácio de Maria da Conceição Tina, “a menina da boneca”, e é enriquecido
com imagens históricas sobre a vida dos emigrantes portugueses, memórias e
mais de centena e meia de outras fotografias originais da maior
importância para a história portuguesa do último meio século. Como
fotografias sobre o quotidiano das cidades de Lisboa, Porto e Chaves nos
anos 60, da viagem a “salto” dos emigrantes além Pirenéus, e das
comemorações do 1.º de Maio de 1974 na capital portuguesa.

Este livro constitui um justo reconhecimento aos protagonistas anónimos
da história portuguesa que lutaram aquém e além-fronteiras pelo direito a
uma vida melhor e à liberdade.


Votos de um bom Verão!


Sem comentários: