Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Poetisa Carmen Cardin divulgou poesia brasileira na Santa Casa da Misericórdia de Fafe



Na passada segunda-feira, dia 7 de Maio, a Santa Casa da Misericórdia de Fafe, que celebra o seu 150.º aniversário, recebeu nas suas instalações do Lar – Sede Cónego Leite de Araújo, a poetisa brasileira Carmen Cardin que brindou a comunidade local com um notável sarau poético.

 

Autora de diversos livros e poemas premiados, Carmen Cardin que é também professora, radialista e artista plástica, e que se encontra em itinerância por Portugal para divulgar o seu trabalho, foi recebida na Santa Casa da Misericórdia de Fafe pela provedora Maria das Dores Ribeiro João, que agradeceu a disponibilidade e generosidade da poetisa carioca na dinamização de um evento cultural enriquecedor da identidade e matriz da instituição.

 

A apresentação da poetisa brasileira esteve a cargo do historiador local, Daniel Bastos, amigo da autora, que definiu Carmen Cardin como uma poetisa marcada pela sensibilidade e inspiração, que após lançar o seu livro Atalho para o Banquete na XV Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, recebeu várias homenagens e o troféu de “Poetisa Destaque” na Argentina.

Durante o Sarau Cultural, Carmen Cardin que declamou poemas alusivos ao amor, à vida, à injustiça e à esperança, encantou o auditório do Lar – Sede Cónego Leite de Araújo. Repleto de utentes, funcionários e admiradores da linguagem poética da autora brasileira, o público presente estabeleceu uma ligação profunda com a poetisa demonstrada por um silêncio atencioso irrompido por constantes salvas de palmas.

No final da sessão, Carmen Cardin, que se encontrava honrada por representar a poesia brasileira em Portugal, e por consagrar assim os vínculos de amizade que unem historicamente os dois países, teve ainda oportunidade de conviver com utentes e funcionários da Santa Casa da Misericórdia de Fafe, que presentearam a poetisa com um singelo quadro como testemunho da sua passagem pela instituição.      

 

 FOTOS: Paulo Jorge Gonçalves

2 comentários:

Poetando com Carlinhos do Bento disse...

A Grande Poetisa Brasileira
CARMEN CARDIN
Cuida da Poesia
Como um jardineiro
Cuida de um jardim.

Parabéns Princesa Poetisa !

Maurélio disse...

A Carmen Cardin é uma de nossas poetisas mor, muito bela e inteligente.
Abraços