Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Santa Casa da Misericórdia de Fafe festejou Santos Populares


A Santa Casa da Misericórdia de Fafe, atualmente uma das maiores instituições sociais do Norte do país, com centenas de utentes, de vários escalões etários, e mais de 200 funcionários, festejou ao longo do passado mês de Junho as tradicionais Festas Populares.
Assumindo-se ao longo dos últimos anos como uma das principais iniciativas organizadas pela instituição, que atribui grande importância à comemoração dos Santos Populares, como forma de proporcionar agradáveis horas de convívio e de intercâmbio entre os utentes das diversas valências, sendo também uma forma de manter a tradição tão cara aos utentes mais idosos, os festejos estenderam-se aos vários Lares da Misericórdia de Fafe.



Assim, no Lar - Sede Cónego Leite de Araújo (Fafe) realizaram-se os festejos de Anto António, no Lar D. Joaquina Leite Lage (Cepães) celebrou-se o São João, e no Lar D. Alzira Oliveira Sampaio (Quinchães) comemorou-se o São Pedro, festividade que foi animada com a presença dos Água Viva.

A alegria e música caracterizaram os vários festejos dos Santos Populares vivenciados pela família da Santa Casa da Misericórdia de Fafe, proporcionando assim a utentes, responsáveis, amigos e funcionários desta instituição social de referência no distrito de Braga, prazenteiros momentos de animação e convívio.

 
Correio do Minho (2013-07-09)


 

 

Sem comentários: