Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

História, Memória e Património de Fafe em destaque no Fórum Comunidades da RDP Internacional



Esta sexta-feira de manhã (21 de Fevereiro), o historiador Daniel Bastos, e o tradutor Paulo Teixeira, foram os convidados do Fórum Comunidades da RDP Internacional, um grande elo de ligação dos portugueses no Mundo, e igualmente uma rádio de referência para a generalidade dos luso falantes, quer residam nos países de origem ou em países terceiros.

Da dir. para a esq. - O historiador Daniel Bastos, e o tradutor Paulo Teixeira

Durante a conversa, em direto nos Estúdios da RTP-Porto, com a jornalista Paula Oliveira Machado, recentemente premiada em Londres na categoria “Portugueses na divulgação mundial da cultura”, as tradições, a cultura, os valores e as gentes do concelho de Fafe foram alvo de especial destaque e interação com os luso-descendentes espalhados pelos quatro cantos do Mundo. 

Da dir. para a esq. - O historiador Daniel Bastos, e o tradutor Paulo Teixeira

Assim como as próximas apresentações desta obra, que se assume como um genuíno cartão-de-visita da “Sala de Visitas do Minho”, junto da comunidade emigrante. Designadamente no dia 20 de Março, às 18h30, no Consulado de Portugal em Paris, e no dia 29 de Março, às 18h00, na Livraria Orfeu em Bruxelas, e para o qual foram convidados a participar nas sessões culturais os ouvintes lusófonos, em particular a comunidade emigrante com afinidades ao concelho de Fafe.

Sem comentários: