Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

domingo, 8 de março de 2015

Escritor Daniel Bastos apresenta “Terra” em Bruxelas



No próximo dia 20 de Março (sexta-feira), o escritor português Daniel Bastos apresenta às 18h30, na Embaixada de Portugal em Bruxelas, o seu mais recente livro de poesia “Terra”.
 
Daniel Bastos
A apresentação da obra, uma edição bilingue em Português e Francês, com tradução do docente Paulo Teixeira, e que conta com ilustrações do artista plástico português Orlando Pompeu, cuja obra consta de variadas coleções particulares e oficiais em Portugal, Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Brasil, Estados Unidos, Japão e Dubai, e prefácio do fotógrafo, poeta e pintor francês Gérald Bloncourt, está a cargo do poeta Fernando Camilo Ferreira, e da Editora e Livraria Orfeu, um centro cultural de referência da língua portuguesa na capital da Europa.
Convite

Os poemas do escritor natural do concelho de Fafe, cujo percurso literário tem sido distinguido com vários prémios, publicações e apresentações de obras de carácter histórico junto das comunidades lusófonas espalhadas pelo mundo, revelam uma simplicidade poética inspirada nas raízes, no forte apego à terra, na procura do sentido da vida e na sabedoria do tempo.

Segundo Gérald Bloncourt, Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras de França, o livro de estreia do autor minhoto no campo da poesia, é atravessado por vibrações humanas de alegria e felicidade que suscitam as profundezas do ser.
 
Capa do livro - Terra
Refira-se que esta apresentação enquadra-se num conjunto de apresentações oficiais do livro no espaço francófono europeu, particularmente junto das comunidades lusófonas emigrantes, no seguimento da que decorreu no mês transato no espaço cultural Lusofolies em Paris. Sendo que esta sessão cultural na Embaixada de Portugal em Bruxelas incluirá uma prova de vinhos de diferentes regiões do país, promovida pela empresa BVBA Guimarães, uma empresa sediada na Bélgica que se dedica à distribuição de produtos portugueses.

Sem comentários: