Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

sábado, 5 de novembro de 2016

Presidente da República compartilha com historiador Daniel Bastos empenho no aprofundamento do contacto com a comunidade luso-canadiana





No início do presente mês de novembro, o escritor e historiador Daniel Bastos, cujo percurso literário tem sido alicerçado junto das comunidades portuguesas, recebeu uma mensagem oficial da Casa Civil do Presidente da República Portuguesa, na qual Marcelo Rebelo de Sousa compartilha com o investigador o empenho no aprofundamento do contacto com a comunidade luso-canadiana.

Daniel Bastos


Recorde-se, que nas últimas comemorações do Dia de Portugal no Canadá, o investigador da nova geração de historiadores portugueses apresentou a convite da Galeria dos Pioneiros Portugueses em Toronto, uma conferência sobre a história da emigração portuguesa, assim como o seu mais recente livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”. Uma obra concebida a partir do espólio do consagrado fotógrafo franco-haitiano, condecorado nessa altura em Paris pelo presidente da República Portuguesa com a Ordem do Infante D. Henrique, e que reúne mais de centena e meia de fotografias originais da maior importância para a história portuguesa do último meio século.
 
Ofício


Saliente-se que no âmbito dos contactos estabelecidos com a comunidade luso-canadiana, o investigador da nova geração de historiadores portugueses tem delineado a médio prazo a realização de uma obra sobre a emigração portuguesa para o Canadá. Um projeto editorial e de investigação promovido pela Galeria dos Pioneiros Portugueses, um Museu criado em 2003 que se dedica à perpetuação da memória e das histórias dos pioneiros da emigração portuguesa para o Canadá, cuja comunidade chega atualmente a quase meio milhão.
Jornal Povo de Fafe (2016-11-10)

Sem comentários: