Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Feliz Natal e um Próspero Ano Novo


Quadra marcada pelo espírito da solidariedade e fraternidade, desde sempre percepcionei o Natal como uma época de reflexão interior e familiar aquecida pelo crepitar da lenha na lareira.
Coincidente com um período socioeconómico incerto, esta época festiva impele-nos a (re) pensar as nossas acções e atitudes que devem assentar essencialmente na axiologia da dignidade, do amor, da autenticidade e do respeito, quantas das vezes imersas pelo lufa-lufa de um consumismo desenfreado, ou de uma vaidade egocêntrica balofa!

Gerard van Honthorst,
Adoração dos Pastores, 1622

Que esta festa de essência divina e humana nos alavanque na redefinição do nosso futuro e nos desvaneça as nuvens que subsistem no horizonte proporcionando-nos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.


Sem comentários: