Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

domingo, 2 de junho de 2013

Festa de Nossa Senhora de Guadalupe congregou fiéis em Cepães


Realizaram-se no fim-de-semana passado, 1 e 2 de Junho, as Festas em honra de Nossa Senhora de Guadalupe, a principal festividade religiosa da freguesia de Cepães.

 O programa festivo alusivo à padroeira da agricultura iniciou-se no sábado à noite (1 de Junho), com o tradicional sermão e procissão de velas de São Tiago para a Igreja Paroquial, em que centenas de pessoas incorporaram o cortejo que foi abrilhantado com a presença da Fanfarra do Corpo Nacional de Escutas de Calvos.

Ainda na noite de sábado, no final da procissão, o programa festivo, como é tradição, contemplou uma vertente profana, com a atuação Banda MYLLENIUM, e uma monumental sessão de fogo-de-artifício, que coloriu o céu da freguesia e cativou a população.

O programa desenrolou-se na manhã de domingo (2 de Junho), com a celebração de missa solene cantada pelo Grupo da Paróquia de São Mamede de Cepães, sendo que ao início da tarde, deram entrada na freguesia a Banda Musical de Carrazedo de Montenegro e a Fanfarra dos Bombeiros de Vila Verde.

O momento alto da solenidade ocorreu após a oração do Santo Rosário na Igreja Paroquial de São Mamede de Cepães, com a saída da grandiosa procissão de Nossa Senhora de Guadalupe, que foi novamente uma impressionante manifestação religiosa de grande devoção popular que congregou centenas de fiéis de vários pontos do concelho e da região.

 
 A procissão em oração foi conduzida pelo pároco de Cepães, Pe. José Marques, e o diácono Artur Ribeiro, tendo sido seguida por vários andores adornados, figurantes e representações da freguesia.

As cerimónias festivas que se prolongaram pela noite dentro, com a atuação do Grupo Estrela Musical, computaram ainda uma sessão noturna de fogo-de-artifício.

Refira-se ainda, que no seguimento da recente inauguração do Museu de Nossa Senhora de Guadalupe – Espaço de Memórias de S. Mamede de Cepães, o núcleo museológico, que se encontra instalado num edifício contíguo à Igreja Paroquial, e reúne um relevante acervo etnográfico em parte ligado à atividade agrícola e aos ofícios tradicionais, contou durante o dia com vários grupos de visita que não quiseram deixar de conhecer o novo espaço cultural de Cepães.

 

 

Sem comentários: