Morgado de Fafe

O Morgado de Fafe, personagem literária consagrada na obra camiliana, demanda uma consciência crítica contra uma visão de sociedade enfeudada em artificialismos. A figura do rústico morgado minhoto marcada pela dignidade, honestidade, simplicidade e capacidade de trabalho, assume uma contemporaneidade premente, nesse sentido este espaço na blogosfera pretende ser uma plataforma de promoção de valores, de conhecimento e de divulgação dos trabalhos, actividades e percurso do escritor e historiador Daniel Bastos.

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Rotary Clube de Fafe refletiu sobre a Cultura e a Paz

Na noite de 4 de Junho (terça-feira), no decurso da reunião semanal do Rotary Clube de Fafe, no Edifício das Associações, os membros deste movimento de estímulo a uma ação profissional e comunitária ética e responsável, presente no concelho de Fafe há mais de três décadas, refletiram sobre a temática da Cultura e a Paz.

 
A convite do presidente do Rotary Clube de Fafe, padre José Peixoto Lopes, o vereador da Cultura do Município de Fafe, Pompeu Martins, proferiu uma palestra onde ressaltou que a Cultura de Paz não significa a ausência de conflitos, mas sim a busca por solucioná-los através do diálogo, do entendimento e do respeito à diferença.



A sessão ficou ainda marcara pelo regresso simólico ao seio rotário do companheiro Paulo Moreira, antigo presidente do Rotary Clube de Fafe, que por motivos profissionais esteve ausente do concelho durante vários anos.
Refira-se que ao longo da história centenária do Rotary Club, um clube de serviço presente em todo o mundo, a organização tem cultivado a paz e o respeito pelos direitos humanos como elementos indivisíveis e pertencentes a todos.

Sem comentários: